Voltar à vida

Durante semanas fomos assistindo a imagens de noticias horríveis de mortes por todo o mundo, e ao mesmo tempo assimilando a mensagem que nos era passada : “ficar em casa”. Este ficar em casa tinha a função de nos proteger a todos de um vírus invisível e muitas vezes implacável.

Precisámos de tempo e de persistência para nos adaptarmos a esta nova realidade.  Não foi fácil, mas parece que conseguimos.

Agora, a mensagem é diferente, há um apelo a uma normalidade que não é fácil de por em prática para todos. Mas é importante que consigamos começar a recuperar pelo menos parte da vida que perdemos. E como fazer isto, como deixar o medo de lado?

É fundamental que cada um consiga encontrar dentro de si estratégias que o ajudem a ir dando passos de liberdade. Essas estratégias, à semelhança do que aconteceu no confinamento, devem ser baseadas nas indicações que nos são dadas pela direção geral de saúde e complementadas com o que faz sentido para cada um de nós de forma a nos sentirmos mais seguros.

Sem pressa e em segurança,   é importante ir recuperando atividades que nos sejam prazeirosas, recuperar rotinas perdidas e assim encontrar um pouco de alivio físico e psicológico.

A saúde física é muito importante mas a saúde psicológica é fundamental.

Psícologa Clínica,
Artigos criados 10

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Artigos relacionados

Digite acima o seu termo de pesquisa e prima Enter para pesquisar. Prima ESC para cancelar.

Voltar ao topo